Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2010

pra quem gosta de nós...

O sol voltou, como eu não pensei que fosse voltar, renascer. Eu posso renascer sem te deixar morrer em mim, não, heróis não morrem. Fico 100 anos sem te ver, mas as lembranças que você deixou em mim, você não levou contigo e me arranca um sorriso, quando lembro de cada momento, sorriso este igualzinho a todos os que você me arranca, quando estamos juntos. Não tenha medo e não se assuste, não sou um imã de pessoas. Estão todos loucos, meu bem, não tenho um dom especial nem super poderes e não quero descobrir a razão de tanta atração, de tanta gente, eu sou indiferente, sou largada, sou só eu, então o que é que dá em todo mundo pra me olhar até mesmo quando estou de jeans velho e moletom é...não, eu não sei. Eu não sei a fórmula do amor, faltei a esta lição, mas hoje estou aqui pra aprender outras coisas, que não se tratam de amor, o amor que eu dou a minha maneira, meus sentimentos estranhos, minha mente insana e meus sonhos dados, eu não aprendi isso em lugar nenhum, eu simplesmente v

dor, delicia e desconhecido

Em confronto agora, me apresento para a luta final, deixem que cheguem os canhões, os dragões e tudo mais que puder me destruir, eu sempre fugi, mas agora estou aqui, eu e meus aliados, que nada mais podem fazer além de torcer pela minha vitória, estou aqui armada com minhas mágoas e sentimentos, a tal espada que corta miragens e uma vontade enorme de deixar escorrerem as lágrimas de um "eu" diferente, cá estou fraca, mas não incapaz, diante de todos vocês, pra poder pensar mais em mim do que em quaisquer um de vocês. Meu maior anjo não usa asas e é o mais forte e admirável que já vi, tanto assim, que me permite chamá-lo de herói, ele não salva o mundo todos os dias, mas me salva de outro mundo todos os dias e é tão desconhecido. Tudo que queria era agradecer, pela atenção, por dizer milhares de palavras em um silêncio enorme, pela preocupação num final de noite, pela compreensão da alma insana que habita meu corpo, por toda subjetividade que aprendi a ter, por ser forte e me

entre a razão e a emoção

Meus objetivos de sonhos já não posso contar nos dedos de uma mão, sobre o amor e o desamor, sobre a paixão...não, eu nada sei, eu não sei o que querer, muito menos o que poder. Posso tudo, no segredo, no sonhado. Nada posso no real, a todos os olhos. Desconhecido, eu não te dei só meus sonhos, tens contigo um segredo, que até hoje, muito bem guardado. Eu sei o quanto pensa em mim e não sei qual a última vez que pensou em alguém assim, desconhecido eu juro que nada juraria em nome de tudo isso, o que acontece aqui, ninguém sabe, muito menos você e ao mesmo tempo você é o que mais sabe perto dos outros. Eu só peço o doce dos seus beijos, o resto eu adivinho que tenho, sua memória e seus sonhos, não sei se posso exigir seu coração, as vezes penso saber mais de você do que de mim. Como é que isso pôde acontecer? Se há 3 anos atrás, tivesse ocorrido, talvez não sentiríamos tanto. Eu já cansei de me perguntar, responder ninguém vai, o que me resta é sonhar, sonhar seus sonhos, porque os meu

Como o que?

Só há um final plausível a óbvio, o que sempre acontece, sem bifurcações ou possibilidades. Ok, possibilidades existem mas são impossíveis de ocorrer. Ela ainda não sabia porque deveria viver a história, se o fim era exato, mas o meio valia a pena, haveria de ser diferente e era. Ora, se o sofrimento deve existir, que seja breve, que seja agora, melhor sofrer com tempo que sofrer sem tempo. Sofrer sem tempo é sofrer duas vezes. Prefiro fazer meu tempo, sem sofrimento e viver normalmente, mesmo estando distante da normalidade e da perdida realidade. E sabe qual as palavras mais sábias que posso dar diante de quaisquer perguntas agora? NÃO SEI.

foragida

Sim, fujo tão fácil, quando consigo, quando decido, quando saio do lugar. Fujo de mim, corro da minha consciência, das consequencias e das proporções, então me deixe também fugir dos sentimentos, dos quais não estou conseguindo, sou foragida destes e a cada dia que passa o destino bagunça mais minha vida, bagunça minha cabeça e se acha dono de mim e dono dos encontros do acaso, que não existe. Uma hora alguma coisa terá que acontecer, mas ninguém sabe o que. Eu não espero nada, não posso nada querer, só um sorriso leve por uma noite fria, bons sonhos a noite e eu não preciso de mais nada, independente da solidão que posso sentir depois. Tenho comigo que isso é apenas um estado mental, que resiste em passar, já que eu não resisti e tive que tentar, do mais fico sozinha ouvindo telefonemas que não existem, músicas que não tocaram e cores que não apareceram. Vamos guardar os momentos na memória, enquanto são poucos. Porque quando virarem incontáveis, em algum lugar terão que permanecer, n

o meu querer é complicado demais

E remando contra a maré eu ainda vou, levando esse sorriso sem graça, de quem se esconde por moinhos de vento. Eu não quero que o mundo me veja, porque eu não acho que eles entenderiam. Duas vidas não deveriam seguir assim, mas vão, com os mesmos sorrisos de ontem e amanhã, zombando dos normais que deixam passar oportunidades, vão, sonhando com sabe se lá o que, porque já não sabem o que fazer do futuro, vão longe dos olhares moralistas que só fazem repreender, um fala do outro, mas os dois fingem não entender, o subentendido é o maior sorriso que eles podem dar, as entrelinhas são gargalhadas enquanto os sonhos só fazem flutuar. Pessoas inconsequentes vivem, e não sabem simplesmente não se deixar levar...

why don't you stay?

Sinto a insanidade na insônia de cada noite, no sol que insiste em nascer todas as manhãs, matando a noite cruel e chuvosa que um dia molhou quem havia de molhar muito bem, para que cada gota sua fosse lembrada em dois corpos eufóricos. Sinto meu entorpecer em livros de auto-ajuda, me sinto procurando espaço onde não há. Não dá pra criar espaço em um lugar apertado que já existe, vai contra as leis da racionalidade, mas os anormais nunca a seguem, como posso eu querer segui-lá então? Esta tal razão brilha muito longe de mim, preciso de um resgate urgente de um mundo que não posso entrar, em uma estante que não posso ficar, perdi meu abrigo, meu mundo onde eu só fazia olhar para o meu umbigo. Como pode alguém ter tantos mundos e vários corações? o mundo é um só, porque você simplesmente não aceita, menina, ficar nele e seguir as regras da alienação? Ter alguém, casar, ter filhos e seguir um cotidiano. É isso que todos fazem, é isso que estão todos fazendo e te deixando pra trás, enquant

somos suspeitos de um crime perfeito, mas crimes perfeitos não deixam suspeitos

Acho que estou mesmo viciada nas verdades que fazem mal ao coração. É sempre bom que eu não me lembre de colocar meus pés no chão. Já dei meu parecer sobre a realidade, definitivamente não gosto nada dela, eu a desprezo e fico no meu canto em cima de minhas nuvens, junto com todos os sonhos do mundo que tenho em mim, mesmo não podendo querer ser nada. Porque insistem em me acordar? me deixe sonhar, é o que me resta, lá estão meus sorrisos, minhas gargalhadas infindas como uma criança que assiste a algum desenho animado. Sonhar acordada ou dormindo, tanto faz, eu sei que os sonhos serão os mesmos, a vida me instiga agora e o desconhecido convida para uma aventura como em filmes, eu vou como se não houvesse amanhã, mas o amanhã ultimamente sempre chega e me mostra tudo o que eu não queria ver...o que mais me encanta em você...

pequena desvairada ~

O vento insiste, não acha? mas ele já tem tantas coisas pra levar meu bem, não permita que nos leve também, nós devemos nos levar, seja lá pra onde for, não parece leve? E é todo este ópio na superfície dos lábios que me alucina. São as músicas e as lendas tomadas, as decisões finalizadas, as risadas roubadas pelo silêncio que só um beijo consegue iniciar. Foi a maneira, os delírios e decepções, as frases no ar e tudo o que não foi feito, que teimam em me deixar assim. Pra ser sincera não espero que você faça nada que nunca fizeram por mim e não espero que adivinhe o que eu quero. Deixe o fogo que você me deixou começar, queimar mesmo que não tenha fim. Eu estou me sentindo pra valer, dentro de mim. E quanto ao destino? continuará aprontando até que essa bagunça na minha cabeça dê uma pausa e eu possa respirar, mas não esquecer, do gosto, do cheiro, das mãos e carinhos, da maneira como foi, e do quão me arrisco sem nem pensar nas consequencias. Pra mim já chega de querer entender, tudo

cai como luva, dificil dizer que não

Estava dando-se por vencida, sabe Deus o porquê, sabe-se lá pelo que, isso nem ela quer saber. Sem egoísmo algum ela roubou-lhe aquele sorriso para que pudessem dividi-lo e desejou por um minuto, que fosse desejada, mas já sabia que não nascera pra ser única, a não ser em personalidade, almeijou por um segundo que iluminassem seus sonhos, mesmo sabendo que não para sempre, não como queria. Por uma única hora percebeu eternamente que não era aquela a vida que iria ficar ao lado da sua. Por um dia, reconheceu que mesmo com tudo e toda obra do desejo ao lado do destino, não conseguia se sentir triste por nenhum destes motivos, nem mesmo por sua própria identidade, perdida em outros olhos...

entre oportunidades, tentações, ontem e glicose

Agora temos um segredo, nosso segredo, que nao sabemos até onde vai, mas que como todo segredo, é por si só um segredo, sem mesmo o denominarmos como tal. Para o ontem que me aguardava ansioso, cheia de sono e pensamentos como o motivo de minha solidão e me auto torturar com músicas sobre juízo, responsabilidade e passado...Pois bem, guardei este ontem para outro fim de semana, e fui fazer jus as oportunidades. O desejo era unanime, a vontade de quebrar todas as regras da sociedade, tomar decisões e contar histórias, a noite inteira era pouco para tudo isso, não importa, já quebramos, começamos. Estou mesmo queimando, agora em fogo intenso e pareço mesmo ignorar a situação de perigo, que me instiga agora mais do que o desconhecido, que ainda não se tornou conhecido. Eu sei que não sou uma escolha, pequena, você não é aconselhável...eu mesma não sei o que isso quer dizer, eu só quero que seja, e não deixe de queimar. Estou tendo alucinações na madrugada e sem chances de esquecer nem mes

who says

sabe o que é poder o que eu quiser? Bom, eu sei, e é estranho a forma como eu acredito, mesmo sabendo que isso não é nada mais do que devaneios tolos que me torturam de forma covarde o dia inteiro, enquanto ando na chuva, sorrindo ou enquanto ando séria sob raios de sol. Eu não sei quem foi que disse que eu podia poder tudo mas também não sei quem foi que disse que não, só sei que depois da terceira dose deste alucinógeno, perdi as contas. Nem mesmo o doce da melhor torta daquele pequeno café tem o doce que vejo em meus sonhos ou sinto na imaginação. Se eu vivesse no mundo de cada sonho maluco que gosto de ter, nada seria tão difícil, eu simplesmente viveria para me agradar, pois deixar para alguém a responsabilidade de te fazer feliz é mesmo algo grandioso. O amor deveria servir para libertar e não para prender. Mas quem sou eu, pra falar do amor, me dou bem com a loucura e não com o amor, mesmo que estes andem juntos, virei a cara com o amor há muito...Domino minha loucura como ningu