Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

I can't stop loving you

Eu busco me apaziguar, buscar o você que existe dentro de mim e as vezes, acredite, aqui dentro se passa uma confusão, um enrosco tão grande que já nem sei o que é você e o que sou eu, a busca se faz completamente desnecessária, te acho sem querer, difícil é diferenciar você de mim, estamos misturados, em nada nos parecemos com os amores que se fazem água e óleo, somos substâncias que combinamos perfeitamente e por combinar tanto assim é que fica difícil quaisquer atritos. Você disse que viria e eu fiquei aqui, esperando, feito esposa do homem do tempo, esperando sem nenhum dissabor, ainda estou esperando e espero o tempo que for, com o tal amor incondicional, sem arrependimento algum, pelo simples fato de que me torno alguém muito melhor estando com você e colocando em minha cabeça que o tempo; sendo amigo e inimigo de nós, vai passar como fogo de palha, vão restar cinzas do que um dia foi tempo futuro, pra brindarmos o tempo presente e a presença fisicamente. Me parece ótima idéia de

pro dia nascer feliz

O mundo anda muito louco. Você passa o dia vomitando palavras excendentemente banais. Desperta de seu sono demasiado cedo para cumprir o horário padrão estabelecido pela empresa, liga o piloto automático da sua mente e se programa para viver todos os dias as mesmas coisas, da mesma maneira e acaba matando momentos agradáveis que você poderia ter, matando as horas e deixando de viver coisas incríveis, dizer palavras agradáveis aos que te cercam, àqueles que te amam, tudo por culpa de um ritmo alucinante e bobo, ao qual nos sujeitamos. E quanto aos sonhos? Se você não puder parar pra pensar nos sonhos, pense nestes em movimento mesmo, os sonhos é que movimentam essa vida que você leva. Lembra-se da fé? aquela que você rejeitou, quando fez as pazes com o pessimismo em um momento ruim, mas ela ainda existe e está no fundo de seus pensamentos mais obscuros; mas também nos mais positivos. Que tal o amor? É, o amor, aquele que você vivia buscando por aí, aquele que você deu pra alguém que que

lover why?

Há uma espécie de seres humanos, a qual eu sempre quis estudar. Não venenosos, porém altamente resistentes, fortes como uma rocha, vistos pelos diferentes da espécie, como abomináveis, diferentes e estranhos, são estes...os apaixonados. Estranhamente fortes, uma força que só descobrem depois um dado estágio do amor, fortes porque aguentam coisas que pessoas "normais" não aguentariam. Comentários que poderiam ser evitados, que chateiam, mas não os faz desistir da pessoa amada. Atitudes que são dificeis de digerir, passam desapercebidas por seus cinco, seis ou sabe se lá quantos sentidos. Defeitos que até hoje nunca agradaram a ninguém, a estes se faz qualidade, se não eles sabem transformar o defeito em qualidade em dois tempos. Dominam muito bem a arte de sorrir, querendo chorar. Os apaixonados são totalmente dependentes de seu parceiro e o querem sempre por perto, seja sentimental, física ou mentalmente, protegem a este como uma mãe protege seus filhotes e se algo ousa ameaç

a arte de sorrir, toda vez que o mundo diz NÃO

Pode não ser a melhor pessoa do mundo, mas não é a pior, logo...é a pessoa que me basta, que me completa e me satisfaz, me faz de sorriso, de doce, menina, moça, mulher e amada. Admirável poeta novo, é em nome do laço que temos aqui e aí que venho fazendo clichês chatos de força e fé diretamente a você, é um tipo de compensação por minha presença física não se fazer aí agora, estou descobrindo cada detalhe assim, gosto de brincar de viver com você, sendo essa a brincadeira mais séria que já me ensinaram. Ora, me surpreende, porque nunca vi tanta luta em tão curto espaço de tempo, tanta força em meio a tempestades, ventos e determinação como parte integrante de um jogo, o qual a vida ao invés de ditar regras a todo momento, mata e renasce as mais estranhas normas, pra testar nosso comportamento. Degustando cada problema, como quem goza de soluções, então é assim que nos sentimos quando temos a redundante "certeza absoluta" de que tudo vai dar certo? Aquela sensação inédi

sem vocação pra alegria tímida

se sentou a janela e começou a ouvir seus próprios pensamentos, algo sobre o ato de ser feliz se tornar um problema, ora garota, está ficando maluca de vez? Ser feliz não é problema nenhum! E quando foi que eu disse que era? O problema está em querer abafar o grito de felicidade, por quaisquer motivos inúteis de serem escondidos. O problema está em querer revelar-se para o mundo, tirar fotos de todos os muros falantes e das pessoas que se calam, dos que passam e dos que ficam parados, dos pedidos, e vídeos dos sons das risadas, das solicitações, dos momentos, das cócegas, do amor na sala, dos beijos na cozinha, do cheiro da manhã, dos pulos de alegria, das lágrimas de felicidade e até dos gritos de desespero, quero mostrar e tornar tudo apelativo, tudo que tenho, tudo que amo, tudo que é eterno e tudo que se finda, dos que chegam e dos que partem, dos que firmam pequenas coisas em sua vida, das pequenas coisas que se fazem grandes, das flores e da chuva. Tirando toneladas de minhas cos

desejo

meu, tão meu e tão longe, tão perfeito e tão distante, a vida sempre dá um jeito de complicar alguma coisa, como se nos desafiasse a simplificar. Pois bem vida, não tenho medo de desafios, mesmo que aquela pequena cidade todos os dias, com seus ares me lembre cada momento passado e a saudade aumente em uma proporção assustadora como quem ameaça sair do peito a toda velocidade, com a máxima sede de amor...Não tem jeito, e o que não tem remédio, remediado está, eu perdi a vontade de lutar contra tanto sentimento desde a segunda hora que passei com você, pois a primeira foi irresistível e fatal, como qualquer golpe final. E sabe o que eu QUERO? Bom eu quero tudo, todo amor que você puder me dar, todo o amor deste mundo e o mundo também, eu quero beijos, todos os tipos de beijos que puderem existir, eu quero carinho, um carinho impiedoso e excessivo, eu quero abraços, aqueles abraços fortes com significados diferentes, aqueles significados que só você sabe ditar, eu quero noites inteir

don't stop believing

Garota, minhas lágrimas são tão salgadas quanto as suas, já sofri deste mal e o mundo todo sangra da mesma forma, o problema do coração quebrado acontece para todos que tem coração. Para sofrer, basta estar vivo, acredite, eu te entendo e estendo a minha mão com um aperto no peito e os olhos lacrimejando, por não poder estar ao seu lado fisicamente agora. Se eu pudesse roubar essa dor e sentir uma quantia generosa dela, no seu lugar, eu o faria, mas tudo que posso fazer é te oferecer um ombro, palavras verdadeiras e torcer pra que o tempo passe depressa e acaricie sua alma, fazendo com que esqueças o choro, as noites sozinha, as manhãs de cama vazia e o travesseiro intacto ao lado do seu. Você é forte e isso não é segredo pra ninguém. Seu brilho reluz de longe, em todos os momentos e cada conquista sua, faz com isso aumente, cada luta, cada desafio vencido, obstáculos que você tirou de letra já não se fazem na lembrança. Só peço que continue lutando, você tem uma aliada. Jessica c

march, 8

Estava há instantes atrás, fazendo as unhas, discutindo comigo mesma, porque usar certas nuances diferentes e tão parecidas de esmalte e porque não outras, quando me dei conta do quão feminino era tal ato, em um dia que em meio ao carnaval (quase) passou desapercebido. Quantos maridões, na poltrona da tv, arrumando alguma torneira, dormindo por ressaca, ou até mesmo lavando a louça, se esqueceram de parabenizar a algumas de nós em casa. Quantos namorados que dormiram até tarde, ainda não ligaram, nem sms, recado em rede social ou coisa parecida mandaram. Podemos dar um desconto, é feriado de carnaval, floriculturas e afins não estão abertos hoje além do fato de sabermos que homens nunca foram experts em datas, vocês sabem que as vezes nos sentimos como babás lembrando os pobres de cada dia de compromisso, aniversário, aniversário de namoro/casamento ou quaisquer outras datas importantes. Aposto que não fazem por mal, é da natureza deles, que atire a primeira pedra a mulher que nunca se

ainda sim...

me faça morrer de rir e crer que ainda posso um mundo novo descobrir, abra meus olhos pra dizer que nem todas as pessoas no mundo são infiéis, cruéis e vazias e me beije ao amanhecer. Eu ainda posso reviver, como não achei que pudesse. A chuva ainda não parou de cair, e qualquer hora é hora, ainda dá tempo de te ter aqui, cada gota me faz sentir menor e mais sozinha, as ruas alagadas pela chuva e vazias de presença humana me fazem sorrir, por incrível que pareça, eu me contradigo, mas é nessas horas que a chuva me parece um abrigo, talvez uma provocação.